9 de outubro de 2020 | Nº 223
 

O Analista & A Surpresa

A pandemia foi uma surpresa que exigiu mudanças a todos, inclusive aos analistas, que tiveram de trocar seus consultórios por telas. Em encontro virtual com psicanalistas do Rio e de São Paulo debatemos: Há psicanálise no encontro online? O dispositivo analítico pode funcionar remotamente sem que se altere a regra fundamental? Como se reproduz ou não o divã? E o corte da sessão?

Frente a essas perguntas Elza Macedo afirma "A psicanálise lida com a descoberta, com o novo, não com o padrão". A psicanálise é o ofício do incompleto, e o analista o operador da surpresa. Como coloca Jorge Forbes, no podcast da Época Negócios: "Estamos na época do saber incompleto, vamos agir cada vez mais frente a um saber incompleto. Isso é ruim? Não. Porque a característica principal do homem é a criatividade". Do homem e da psicanálise.

  O Analista & A Surpresa
Nesta edição:

Coronavírus: do terror ao medo

Em entrevista ao NEGNEWS – podcast da Época Negócios – Jorge Forbes fala dos impactos da pandemia na subjetividade: dos primeiros meses de terror e como hoje, com a flexibilização das medidas de segurança, vemos nosso desejo negociando com a necessidade Ouça no spotify.

Tempo de leitura 30 min
 

Sessão Online: Os analistas no dispositivo remoto

No terceiro Samparioca, uma conversação clínica (dessa vez virtual) de psicanalistas do Rio e de São Paulo, em torno ao ensino de Jacques Lacan, organizada pelo IPLA e pelo ISEPOL, nos perguntamos sobre a prática da psicanálise através de atendimentos online. O que é que se perde no encontro virtual? O que se ganha? Leia o trabalho de Elza Macedo, no site.

Tempo de leitura 15 min
Curso Online - A psicanálise pelos casos clínicos
© 2012-2020 IPLA. CC alguns direitos reservados.