Curso Fundamental: de Freud a Lacan (2021) 22/02/2021

Apresentação

De sua convicção de que os sintomas da histérica não tinham uma origem em lesão orgânica, Freud conseguiu elaborar uma representação da psique humana e um modo de intervenção pela palavra para atuar sobre o sintoma: a interpretação. Mostrou onde e como se manifesta o inconsciente (nos sonhos, na vida cotidiana, nos tropeços). Desmontou os mecanismos que, descolando os afetos das representações, permitem aos sintomas se manifestarem em substituição às representações recalcadas. A partir de 1923, introduziu uma representação psíquica com três instâncias (Ego, Id e Superego) para dar conta da insistência do sintoma. Percebendo a satisfação que se encontra uma repetição, Freud reconfigurou os limites e os fins da análise, incluindo o impossível.

Jacques Lacan tomou para si a tarefa de encontrar respostas clínicas para as diversas expressões desse impossível. Relendo seu percurso, nele distinguimos duas clínicas, com fundamentos, formalizações, manejos e orientações diferentes, que estabelecem, entre si, relações complexas. A primeira, dos vinte anos iniciais de seu ensino, corresponde a seu “retorno a Freud”. Nela, as estruturas clínicas (neurose, psicose e perversão) se ordenam em torno do pai. A segunda clínica, elaborada nos últimos dez anos de ensino de Lacan, responde às mudanças da globalização. Considerando a impossibilidade de decifrar os novos sintomas, toma a experiência do encontro com o Real como paradigma.

O curso fundamental de Freud a Lacan reconstrói os principais pontos desse percurso, sempre dando-lhe aplicabilidade clínica.

Organização:

O curso será realizado em dois semestres: um dedicado a Freud, outro a Jacques Lacan. Para estruturá-lo, recorremos a divisões significativas nas duas elaborações. Em Freud, privilegiamos a diferenciação entre suas duas tópicas. Em Lacan, a construção de suas duas clínicas: a primeira, do simbólico, e segunda, do Real.

Quando as aulas são presenciais elas são divididas em duas partes. A primeira parte das 19:30h às 20:20h é dedicada à aula expositiva ministrada por um professor. A segunda parte. das 20:30h às 21:20h é dedicada ao estudo dos textos, em pequenos grupos, sob a orientação de um tutor.

Cada bimestre inicia com uma conferência de abertura de Jorge Forbes.

Programa

1º semestre: SIGMUND FREUD

FREUD: A PRIMEIRA TÓPICA

122/02Aula inaugural de Jorge Forbes
201/03Inconsciente – Pré-consciente – Consciente – da catarse à psicanálise
308/03A etiologia das neuroses
415/03O sonho e sua interpretação: a via real do inconsciente
522/03O trabalho do sonho
629/03A vida cotidiana atravessada pelo inconsciente: os caminhos do significante
706/04O desejo inconsciente
813/04A técnica analítica: a transferência aliada e obstáculo
920/04Os três ensaios sobre a teoria da sexualidade
1027/04O Édipo

Bibliografia para aula:

Para os textos de  Freud,  damos as referências de duas edições das obras completas de Sigmund Freud: Edição Standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud, Rio de Janeiro: Imago Editora (em razão das variações entre edições, não mencionamos as páginas), e Sigmund Freud, Obras completas. São Paulo: Companhia das Letras.

Aula 2: Inconsciente –  Pré-consciente  – Consciente da catarse à psicanálise
Imago, Vol. XX   “Um estudo autobiográfico” (1925) Partes I, II e III –
Companhia das Letras,  Vol XVI  “Autobiografia”  , I. II, III, p.75 a 120

Aula 3 : A etiologia das neuroses
Imago, Vol III, A etiologia da histeria, parte I e II, p.217 a 240

Aula 4 : O sonho e sua interpretação: a via real do inconsciente
Sonho:
Imago A interpretação de sonhos (1900) Vol. IV “ A  Injeção feita a Irma” p113 a 130
Cap. II  O método de interpretar sonhos, uma análise de um sonho modelo

Companhia das Letras Vol. IV Injeção de Irma p. 137 a 154
Cap II O Método de interpretação dos sonhos. Analise de uma amostra de sonho

Aula 5 : O trabalho do sonho
Companhia das Letras, Vol 4: O trabalho dos sonho p.318-325
Imago. Vol IV : A elaboração dos sonhos p.295-303
e
Imago: Vol XV , Conferência XI: A elaboração onírica
Companhia das Letras, Vol 13, Conferências introdutórias à Psicanálise. Conferência 11 : “O trabalho do sonho”, p.229 a 247

Aula 6A vida cotidiana atravessada pelo inconsciente: os caminhos do significante
A psicopatologia da vida cotidiana (1901) Vol. VI
Cap. I “ O esquecimento dos nomes próprios”.

Aula 7: O desejo inconsciente
Imago: Vol. IV A interpretação de sonhos (1900)
Cap. III  “Um sonho é a realização de um desejo”,  e  a análise do sonho do salmão defumado que se encontra no Cap IV (ver as referências de páginas no índice final do vol V “ Índice de sonhos B. Sonhados por outros: Salmão defumado)
Companhia das Letras, Vol 4, A interpretação dos sonhos. Cap. III O Sonho é a realização de um desejo p155 a 166 e sonho do  Salmão defumado, p.180 a 186

Aula 8: A técnica analítica: a transferência aliada e obstáculo
Imago, Vol XVI, Conferências introdutórias sobre psicanálise (1917)
Conferência XXVII “Transferência”.
Companhia das Letras , Vol 13: Conferencia 27 A transferência,

Aula 9 : Os três ensaios sobre a teoria da sexualidade
Três ensaios sobre a teoria da sexualidade (1905) Vol. VII
Cap I “ As aberrações sexuais”

Aula 10 : O Édipo
Imago, Vol XVI, Conferências introdutórias sobre psicanálise (1917) Conferência XXI Companhia das Letras. Vol 13 p.424 a 450 -Conferências introdutórias à psicanalise (1917) Conferência 21 O desenvolvimento da libido e as organizaçãoes sexuais

FREUD: A SEGUNDA TÓPICA

103/05Aula de abertura – Jorge Forbes
210/05Para além do princípio do prazer, algo insiste: a repetição
317/05A dinâmica das pulsões – Metapsicologia
424/05Ego, Id e Superego
531/05A sexualidade define a condição humana
607/06O Estranho
714/06O pai e a lei
821/06Os fins da análi­­­­se: análise terminável e interminável
928/06Encerramento do semestre

Bibliografia:

Aula2: Para além do princípio do prazer, algo insiste: a repetição
Além do princípio do prazer (1920) Vol.  XVIII
Cap. I, II e III.

Aula 3: A dinâmica das pulsões – Metapsicologia
As pulsões e suas vicissitudes (1915) Vol. XIV

Aula 4 : Ego,  Id e Superego
O ego e o id (1923) Vol. XIX.
Cap III  “ o Ego e o Superego (ideal do ego)”

Aula 5: A sexualidade define a condição humana
Algumas consequências psíquicas da distinção anatômica entre os sexos (1925) Vol. XIX

Aula 6: O Estranho
Imago Vol.17: “O estranho”., p.275-314
Companhia das Letras, Vol 14,  “O Inquietante”, p.328-376

Aula 7 : O pai e a lei
O Mal-estar na civilização (1930[1929]) Vol. XXI
Cap. VII

Aula 8: Os fins da análise: análise terminável e interminável
Análise terminável e interminável(1937).  Vol. XXIII
Cap V, VI , VII e VIII

2º semestre: JACQUES LACAN

LACAN: A PRIMEIRA CLÍNICA

102/08Aula de abertura – Jorge Forbes
209/08O inconsciente é estruturado como uma linguagem
316/08Jacques Lacan: uma releitura de Freud a partir de três registros RSI
423/08Do Édipo freudiano ao Édipo lacaniano
530/08Uma clínica do sujeito e do desejo
613/09A causa do desejo: objeto a
720/09O percurso de uma análise na Primeira Clínica
827/09Clínica da interpretação: a verdade é da ordem da ficção

Bibliografia:

Aula 2: O inconsciente é estruturado como uma linguagem
LACAN, J. (1957-1958) O Bezerro de Ouro. In: O Seminário. Livro 5. As Formações do Inconsciente.

Aula 3 : Jacques Lacan: uma releitura de Freud a partir de três registros RSI
LACAN, J. A instancia da letra no inconsciente ou a razão desde Freud. In: Escritos. pp.498-506

Aula 4:  Do Édipo freudiano ao Édipo lacaniano
LACAN, J. (1957-1958) Os três tempos do Édipo e Os três tempos do Édipo II. In: O Seminário. Livro 5. As Formações do Inconsciente

Aula 5: Uma clínica do sujeito e do desejo
LACAN, J. (1957-1958) O desejo do Outro (lição XXII) In: O Seminário. Livro 5. As Formações do Inconsciente

Aula 6 : A causa do desejo: objeto a
LACAN, J. (1957-1958) A causa do desejo. In: O Seminário. Livro 10. A Angústia.

Aula 7: O percurso de uma análise na Primeira Clínica
FORBES JORGE (2012) , A psicopatologia e o final de análise, Cap. 3, in  Inconsciente e responsabildade p. 49 a 66

Aula 8: Clínica da interpretação: a verdade é da ordem da ficção
FORBES JORGE (1989) Fixões in http://www.projetoanalise.com.br/index.php?id=161

LACAN: A SEGUNDA CLÍNICA

104/10Aula inaugural Jorge Forbes
218/10Do sujeito como efeito de significante ao corpo como suporte de gozo
325/10Lalangue ou como a palavra toca o corpo: para um significante novo
408/11Os novos sintomas no curto-circuito da palavra
515/11Clínica do real: consequência e responsabilidade pelo acaso
622/11O sinthoma
729/11Conferência de encerramento de Jorge Forbes
Preparação dos trabalhos da conversação

Bibliografia:

Aula 2: Do sujeito como efeito de significante ao corpo como suporte de gozo.
LACAN, JACQUES , Seminário Livro 20 (1973-1974),  Mais Ainda, Cap.I “Do gozo”

Aula 3 : Lalangue ou como a palavra toca o corpo: para um significante novo
FORBES JORGE, Felicidade não é bem que se merece – versão completa
http://jorgeforbes.com.br/br/artigos/felicidade-nao-e-bem-que-se-mereca-versao-completa.html

Aula 4: Os novos sintomas no curto-circuito da palavra
FORBES,  JORGE , Curtos- circuitos do gozo
http://www.jorgeforbes.com.br/br/artigos/curtos-circuitos-gozo.html

Aula 5:  Clínica do real: consequência e responsabilidade pelo acaso
FORBES JORGE (ed) Psicanálise a clínica do real SaoPaulo, Manole 2014 “ A análise seus fins, até onde vai uma análise hoje?
FORBES, JORGE, Inconsciente e Responsabilidade, psicanálise do século XXI, Sao Paulo,Manole 2012  . pp. I a XXXIX

Aula 6 : O sinthoma
FORBES, JORGE, Inconsciente e Responsabilidade, psicanálise do século XXI, Sao Paulo,Manole 2012  . pp. I a XXXIX
e p. 154 a 167 “Desabonado do inconsciente” e “Conclusão”

Conversação Clínica 2021: 03 a 05/12*

*a confirmar