Você escreve, a gente responde.

Não tem cadastro? Clique aqui é gratuito.

Em um serviço social, em que alunos atendem. Na primeira sessão passei mais tempo batendo boca com a aluna, que insistia em "mostrar o que poderia dar errado, do que necessariamente falando e sendo ouvida, no máximo respondendo perguntas que me fizessem ponderar mais meus sentimentos e percepções. Após a sessão, percebi que busco em uma terapia é ampliar minha habilidade de "me ouvir" e de "observar meus pensamentos" o que não está sendo fomentado. Será o método, ou a inexperiência?

Data envio: 17/08/2016
Categoria: Teoria e Pesquisa

Em um serviço social, em que alunos atendem. Na primeira sessão passei mais tempo batendo boca com a aluna, que insistia em "mostrar o que poderia dar errado, do que necessariamente falando e sendo ouvida, no máximo respondendo perguntas que me fizessem ponderar mais meus sentimentos e percepções. Após a sessão, percebi que busco em uma terapia é ampliar minha habilidade de "me ouvir" e de "observar meus pensamentos" o que não está sendo fomentado. Será o método, ou a inexperiência?

Pseudonimo: Func Publica Cansada

Cara Julia,

Sua insatisfação com o atendimento que você relata levanta a pergunta: Por que continua?

Prefiro não comentar o serviço, que não conheço. Mas, o que você relata, é estranho em um tratamento.

Espera-se que quem atende tenha uma postura profissional, mesmo que em formação.

Podemos continuar nos comunicando.

Até mais, Maria

Respondido por: Maria

Clique aqui para visualizar outras perguntas desta categoria.

Clique aqui para voltar à página inicial da seção Alô, Psicanálise.

Veja Também
Sigmund Freud e os memes nas redes sociais Sigmund Freud e os memes nas redes sociais
Che Vuoi? Descifrar un duelo Che Vuoi? Descifrar un duelo
TerraDois - Primeiros Episódios TerraDois - Primeiros Episódios
As mudanças repentinas de status e as crises de identidade - O caso do goleiro Bruno - bloco 1 As mudanças repentinas de status e as crises de identidade - O caso do goleiro Bruno - bloco 1