Você escreve, a gente responde.

Não tem cadastro? Clique aqui é gratuito.

Uma pessoa toxicomana, com transtorno psicótico, que diz não saber amar, não querer lidar com sentimentos, é capaz de desenvolver e administrar afetos? Relacionei-me com um rapaz de 21 anos toxicômano. Faz psicoterapia, toma medicação psiquiátrica e frequenta o narcóticos anónimos na luta para recuperação. Fiz estudos sobre e identifiquei, dentre outros, o apelo ao pai e algum grau de transtorno psicótico (sintomas de esquizofrenia supostamente). Provavelmente, em surto afastou-se de mim. Como posso ajudá-lo sem intervir abusivamente? A família e amigos não sabe de muita coisa e nem está disposta.

Data envio: 01/03/2016
Categoria: Amor / Relacionamento

Uma pessoa toxicomana, com transtorno psicótico, que diz não saber amar, não querer lidar com sentimentos, é capaz de desenvolver e administrar afetos? Relacionei-me com um rapaz de 21 anos toxicômano. Faz psicoterapia, toma medicação psiquiátrica e frequenta o narcóticos anónimos na luta para recuperação. Fiz estudos sobre e identifiquei, dentre outros, o apelo ao pai e algum grau de transtorno psicótico (sintomas de esquizofrenia supostamente). Provavelmente, em surto afastou-se de mim. Como posso ajudá-lo sem intervir abusivamente? A família e amigos não sabe de muita coisa e nem está disposta.

Pseudonimo: Dede (Uma ex.)

Dede (uma ex), você anuncia no seu pseudônimo a sua demanda:  você quer salvar um rapaz, que - você acha - poderia te amar, não fossem as dificuldades ( droga e psicose, segundo você). 

Duas noticias: uma má e uma boa: 

 A má: Seu "ex" se afastou de você por causa de um surto? Isto é, você se recusa a pensar que foi uma escolha dele deliberada, e gostaria de achar explicações na droga ou na doença? Aceite que ele é um sujeito responsável que fez escolhas. Salvar os outros é uma péssima ideia, particularmente quando mistura sexo e relacionamento.

A boa: Assim você pode cuidar de você e sair dessa.

Respondido por: A. Metge

Clique aqui para visualizar outras perguntas desta categoria.

Clique aqui para voltar à página inicial da seção Alô, Psicanálise.

Veja Também
Ponto de Vergonha Ponto de Vergonha
Entrevista de JF para Época-Negócios Entrevista de JF para Época-Negócios
TerraDois - Entrevista com Jorge Forbes TerraDois - Entrevista com Jorge Forbes
O impossível natural do amor O impossível natural do amor