Você escreve, a gente responde.

Não tem cadastro? Clique aqui é gratuito.

Parafraseando as minhas indagações: Por que eu tenho profundo desejo que os meus pais nunca tivessem separados? Por que eu condeno as escolhas do meu pai? Sou homossexual e quero ser pai, será que eu vou frustrar o meu filho(a)? E a realização sexual plena entre soro discordantes é possível? Alô Psicanálise, eu pergunto: Afinal, qual é o fio da meada?

Data envio: 30/10/2015
Categoria: Meu Sintoma

Parafraseando as minhas indagações: Por que eu tenho profundo desejo que os meus pais nunca tivessem separados? Por que eu condeno as escolhas do meu pai? Sou homossexual e quero ser pai, será que eu vou frustrar o meu filho(a)? E a realização sexual plena entre soro discordantes é possível? Alô Psicanálise, eu pergunto: Afinal, qual é o fio da meada?

Pseudonimo: M & Y

M&Y,

Suas perguntas refletem inquietações ligadas a sua história pessoal. Daí as melhores respostas serão as que puderem ser construídas a partir de você, de uma escuta do seu sofrimento e das suas escolhas. Um saber não universal e sim próprio, que pode ser depreendido na medida em que você se colocar como protagonista e não somente como coadjuvante da sua história, que sofreu os efeitos de atos praticados pelo outro. Inspirada na máxima de Lacan: “Por nossa posição de sujeito, sempre somos responsáveis.”

Nós trazemos no nosso imaginário o mito da família perfeita. A consistência desse ideal é o que pode estar dificultando, inclusive, você construir a sua própria paternidade e família.

O fio da meada que procuras, talvez, possa ser encontrado na medida em que conseguires se desenovelar, - ganhar uma separação e distância -, das insígnias do outro as quais estás identificado, singularizando suas diferenças e escolhas.

Sugiro a leitura de um texto, que fala sobre questões expressas por você,  de Jorge Forbes, Família e responsabilidade, link:
http://www.jorgeforbes.com.br/br/artigos/famila-e-responsabilidade.html

Agradeço sua pergunta e a oportunidade de respondê-la a você.

Um abraço.
Liége Lise

Respondido por: Lige Lise

Clique aqui para visualizar outras perguntas desta categoria.

Clique aqui para voltar à página inicial da seção Alô, Psicanálise.

Veja Também
Efeitos das tecnociências nas famílias Efeitos das tecnociências nas famílias
Jorge Forbes participa do Debate FAAP 70 anos Jorge Forbes participa do Debate FAAP 70 anos
A cadela e a cinta liga ou os mistérios do gozo A cadela e a cinta liga ou os mistérios do gozo
Mulher de Verdade Mulher de Verdade